quarta-feira, 12 de setembro de 2018

UM ENCONTRO DE AMIGOS DISTANTES

 
UMA PEQUENA REUNIÃO
Um encontro! Realmente um grupo de pessoas que trabalharam juntos numa  empresa  que já não existe mais resolveram se reunir depois de mais de 30 anos para se confraternizarem.  Um  gesto nobre, mas que leva a muita reflexão. O que iremos encontrar neste dia? A chama do passado ainda esta acesa como esteve um dia? Serão as mesmas pessoas ou somente os mesmo nomes. O que estas pessoas terão em comum além de uma historia que ficou  no passado?

O que aconteceu com cada um que sobreviveu aos 30 anos de separação?  30 anos é um tempo muito longo para permitir que milhares de coisas possam ter acontecido e é nisso que fico pensando.  Um longo abraço, um aperto de mão, uma brincadeira aqui, uma brincadeira ali e horas ou minutos  depois a vida atual vem a tona. O passado já não importa mais, ou ele não se sustenta. O que vai prevalecer vai ser a vida atual, o hiato entre os anos de 1990 e 2018.  Este vai ser o tema do encontro. E todos terão vontade de compartilhar suas historias ou todos terão vontade de ouvir historias de pessoas, emboras amigas, pessoas distantes?

Este será o grande desafio! A proposta é incrível, mas temos que estar preparado para aceitar uma realidade muito diferente daquela que foi vivida. Na epoca, todos tínhamos a mesma profissão, o mesmo ideal e hoje tudo esta diferente. Cada um seguiu um caminho, uns tiveram muito sucesso, outros fracassaram e alguns ainda se esforçam para manter-se vivo naquele passado que chegou a ser glorioso.

Será este encontro um grande mistério. Serão 20 a 30 velhos senhores(as), trazendo na bagagem um historia de passado e dezenas de anos de vida vividas, que o tornaram a pessoa que irá ao encontro. Esta é a realidade.

Temos que estar pronto para isso.

sexta-feira, 13 de julho de 2018

SERÁ QUE O TIME ESCOLHIDO REPRESENTOU O BRASIL DIGNAMENTE NESTA COPA?

A Seleção do povo de 1970. Time imbativel.



Não que seja importante para o povo vencer uma competição esportiva, pois quando a mesma se encerrar, a vida volta ao normal e somente os envolvidos diretamente nos eventos é que levarão vantagens financeiras. O povo vai ficar com a sensação de ter ganho, uma alegria que pode ser comparada com o Carnaval. Passou acabou. O tempo contribui para isso. As coisas boas ou ruins vão ficando esquecidas e substituídas por outras e assim tem sido ao longo da vida.

Mas um fato me chamou atenção nesta competição que se encerra domingo. Nem parece uma competição entre países e sim uma competição entre os mais bem patrocinados. Prevalece ai o interesse das multinacionais que investem milhões nas imagens dos jogadores de todos os times, desde o mais fraco até o eventual campeão. Como disse, não é uma competição entre países e sim uma competição de uma Legião Estrangeira.

Vejam no caso do Brasil. 23 jogadores convocados e somente 03 jogam no Brasil e foram convocados mais por conta de completar elenco, sem nenhuma chance de entrar em campo, salvo em caso de contusão de algum jogador titular, como o Daniel Silva, que acabou sendo  substituído pelo jogador Fagner, que também não jogaria, caso não houvesse o jogador Danilo também se contundido.

Pensando desta forma, quem escolheu os jogadores? A comissão técnica ou a comissão dos patrocinadores, pois é impossivel acreditar que somente aqueles que estão são os melhores  jogadores que o Brasil tem. Ledo engano que acredita nisso. No Brasil, somente com os jogadores que atuam nos times da primeira divisão é possível formar 05 ou 06 seleções muito superiores àquela que foi fazer turismo na Russia. Não precisamos deste grupo.  Eles não jogam mais para defender a Patria, jogam pelo seu marketing pessoal e enquanto isso não acabar, vamos continuar sendo apenas figurantes, como é o caso dos nossos vizinhos Argentina e Uruguai.

Tive o cuidado de buscar no Wikipédia, os jogadores convocados e foram campeões mundiais em 1970 e notem que todos, todos, sem exceção, jogavam em times brasileiros e por isso eram idolatrados por toda a nação. O que lamentavelmente, não acontece hoje.
Tenho uma forma de pensar que o jogador de futebol uma vez que concordou em jogar fora do país, que fique por lá. Esqueça Seleção, esqueça o futebol brasileiro e pense apenas na sua carreira. Agindo assim, uma comissão técnica verdadeira, com homens responsáveis poderá montar um grupo de jogadores brasileiros, que jogam no Brasil, que darão a vida em campo, se preciso for,
para serem os vencedores.
Vejam os jogadores de 1970, conforme publicação do Wikipédia.

Número / Nome
Clube à época
Jogos (gols)1
Data de nascimento
J
Gols
Penalizado com cartão amarelo
Expulso
Goleiros
1
23 (0)
24 de dezembro de 1937 (32 anos)
6
0
0
0
12
 Ado
2 (0)
4 de junho de 1946 (23 anos)
0
0
0
0
22
2 (0)
11 de junho de 1949 (20 anos)
0
0
0
0
Defensores
4
40 (5)
17 de julho de 1944 (25 anos)
6
1
1
0
21
1 (0)
18 de maio de 1949 (21 anos)
0
0
0
0
6
7 (0)
6 de fevereiro de 1951 (19 anos)
2
0
0
0
16
8 (0)
11 de setembro de 1944 (25 anos)
5
0
0
0
2
28 (0)
9 de agosto de 1939 (30 anos)
6
0
0
0
3
16 (0)
25 de fevereiro de 1943 (26 anos)
6
0
0
0
14
1 (0)
14 de março de 1946 (24 anos)
0
0
0
0
15
6 (0)
31 de dezembro de 1940 (29 anos)
2
0
0
0
17
 Joel
26 (0)
18 de setembro de 1946 (23 anos)
0
0
0
0
Meias
5
7 (0)
25 de setembro de 1949 (20 anos)
6
1
0
0
8
54 (11)
11 de janeiro de 1941 (29 anos)
4
1
1
0
11
21 (9)
1 de janeiro de 1946 (24 anos)
5
3
1
0
18
14 (2)
16 de junho de 1949 (20 anos)
4
0
0
0
Atacantes
7
45 (14)
25 de dezembro de 1944 (25 anos)
6
7
0
0
9
36 (26)
25 de janeiro de 1947 (26 anos)
6
2
1
0
10
82 (71)
23 de outubro de 1940 (29 anos)
6
4
0
0
13
9 (6)
31 de julho de 1943 (25 anos)
2
0
0
0
19
 Edu
29 (0)
6 de agosto de 1949 (20 anos)
1
0
0
0
20
3 (0)
4 de março de 1946 (24 anos)
0
0
0
0
Treinador



9 de agosto de 1931 (40 anos)

Como podem notar, nenhum jogador atuava em time do exterior. Esta é a diferença.